the diane horror picture show

* Diane Arbus
Diane Arbus- I would love a giant Diane Arbus photo on my wall!
diane arbus (1)
Diane Arbus. This photo of the two children in the street really caught my attention. It shows the true nature of a child. Their care-free attitudes, their "goofiness."
artnet Galleries: Three Circus Ballerinas by Diane Arbus from Jörg Maass Kunsthandel   1964
Drag queens and grannies - diane arbus
Diane Arbus, Nancy Bellamy’s Bedroom, New York, 1961.
Diane Arbus. Identical twins, Roselle, New Jersey, 1967.  http://diane-arbus-photography.com/
Diane Arbus (Ella)
Diane Nemerov (Arbus), 1923 NY, iniciou sua carreira como fotografa em revistas de moda junto de seu marido, Allan Arbus. Os dois se encontravam as escondidas desde a adolescência pois os pais de Diane não permitiam o romance, pois eles também haviam enfrentado isso em sua própria juventude. Cansada da mesmice, durante os anos 50, Diane muda seu estilo fotográfico focando mais em cenas do cotidiano com pessoas comuns e marginalizadas. Tendo como principais cenários circos, hospitais psiquiátricos, necrotérios e quartos de hotéis, ela gostava de fotografar personalidades excêntricas, com problemas físicos ou mentais, e peculiaridades únicas. Depois do fim de seu casamento, sofreu com  depressão e hepatite. Teve seu fim ao cortar os pulsos dentro da banheira, em 1971. Durante a vida, falou a um amigo que não queria ser conhecida apenas como "a fotografa de aberrações."

pra saber mais é só clicar

8 comentários

  1. Aff :c ela teve um fim bem ruim :c ela devia sofrer tanto... E suas fotos acabam refletindo isso.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pensei a mesma coisa, acho que mesmo sem perceber tudo que fazemos acaba transmitindo de algum jeito o que estamos passando ou sentido, e isso é bonito (mesmo sendo triste muitas vezes)

      Excluir
  2. Amazingly terrible photos!
    I`m following your blog with a great pleasure with GFC
    Please follow me back - Sunny Eri: beauty experience

    ResponderExcluir
  3. Meu marido diz que eu estou estranha, por que gosto desse estilo de arte tenebrosa.
    Gostei mesmo das fotos, mas triste o fim da fotógrafa, concorda com o comentário da Bruna ali encima, suas fotos possivelmente refletiam seu sofrimento.
    www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meus pais também acham estranho eu gostar de coisas assim, pois eles são um pouco religiosos e acham que isso é errado. porém não vejo problema nenhum, é apenas uma forma de arte e eu admiro muito!

      Excluir