e se fosse assim?

fotografia de Arthur Schatz
Quando eu era menor pensava que a vida era uma história, e que uma criança lia antes de dormir. E que quando nós dormíamos era porque ela havia parado de ler. As vezes eu também imaginava que quando eu não via as pessoas elas ficavam imoveis, paradas, inertes. Como em Coraline, sabe? Que o mundo e construído, algumas coisas não existem e quando ela não está param de funcionar. E as outras pessoas eram apenas figurantes que só iam para rua quando eu estava olhando.

Já cheguei a pensar que as pessoas entravam dentro da TV antes dos programas começarem, e que o mundo era na verdade uma célula microscópica dentro de outro ser vivo. E se for mesmo? E se tudo que falei for verdade? E se a galáxia for o ouvido desse ser?

O mundo é tão complexo que as vezes me deixa confusa, como cair em uma toca de coelho sem saber onde vai dar. 

E como seria se a vida tivesse uma trilha sonora sem fim? Que fosse possível voltar no tempo sem afetar nada? Que a telecinesia fosse uma habilidade comum, como um dos cinco sentido? Que ficar invisível fosse tão simples como piscar? Mas quem sabe um dia essas coisas se tornem realidade...? 

PS: Escrevi isso no dia 18 de outubro de 2014 num blog que tinha com a minha melhor amiga. Eu tinha 13 anos e 5 meses. Lembrei em como achei legal quando escrevi, e agora, depois de reler continuo achando bom.

14 comentários

  1. Que forma de pensar mais... diferente. Nunca parei para pensar dessa forma e agora estou cogitando a ideia do seu pensamento.
    Muito interessante.

    Ps: vou ficar a noite toda pensando nisso.

    Beijos!
    www.memorizeis.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isaojdoaijd ☺
      espero não atrapalhar teu sono

      Excluir
  2. Aaaaaaah, adorei o texto e saindo desse lado poético e indo pro cientifico tem umas teorias muito legais sobre vivermos em uma realidade virtual, whatever...
    Só consegui imaginar "Quando eu era menor pensava que a vida era uma história, e que uma criança lia antes de dormir. E que quando nós dormíamos era porque ela havia parado de ler." em como isso daria um livro INCRÍVEL!
    Parabéns pela criatividade!

    Beijosss

    www.jubaqueen.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada >.<
      fiquei curiosa com as teorias de realidades alternativas sdkoadp

      Excluir
  3. nossa, me identifiquei demais com esse post. eu lembro até hoje quando eu ~descobri (repare bem a inocência da criança) que as pessoas estavam vivendo suas vidas -sem mim- quando eu não estava com elas, sabe? que enquanto eu estava fazendo qualquer coisa aleatória (provavelmente assistindo chiquititas) minha prima, tios, tias e amigos da escolinha estavam lá, vivendo suas vidas, fazendo outras coisas. e fiquei pensando sobre isso durante algum tempo, HAHA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aodksopdkadj eu também pensava muito sobre isso. Só descobri que todo mundo tinha uma vida independente de mim quando fiquei na casa de uma amiga até mais tarde, com uns 6 anos daskjdijikoask

      Excluir
  4. Quando eu era menor, eu tinha uma neura enorme em saber se o que eu via era real. Eu achava que via as coisas diferentes, então ficava direto perguntando pras pessoas "de que cor é aquilo?", "isso tá realmente ali?". Não tem muito a ver, mas lembrei do caso. Na real, até hoje eu tenho uns devaneios assim. Nós podemos ser qualquer coisa, o espaço pode ser constituído de qualquer coisa, podemos estar em qualquer lugar do universo. São tantas possibilidades que só de pensar em cada uma delas eu fico num misto de euforia e agonia. Sabemos um monte, mas ainda assim não sabemos nadinha.

    um beijo,
    acid-baby.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim!!! nós somos tudo e nada ao mesmo tempo, e tudo que parecesse de um jeito para nós pode ser de outro para alguém pois tem tantas possibilidades e maneiras de pensar. O universo é infinito, e eu me confundo quando penso nessas coisas.

      Excluir
  5. Você já assistiu ao filme "O Show de Truman"? Lembrei dele quando você disse sobre as pessoa serem figurantes na sua vida e cada uma ter um papel. Se não viu, vejaaaaaaaaaaa

    Com amor, ♥ Bruna Morgan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. assisti a pouco tempo, e lembrei de ter escrito isso. gostei bastante do filme, adoro essas coisas que mostram como podemos estar vivendo em algo tão diferente do que pensávamos

      Excluir
  6. Li seu texto ontem a noite e me identifiquei super, sempre fui assim como você e confesso que até hoje sou. As vezes eu penso que tudo deve ser um sonho constante, uma imaginação, uma criação minha. Sei lá, são tantas perguntas...
    Olha, eu falei do seu blog em meu blog, pois ele é meu novo amor.
    Retoricamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ownn ❤
      o universo é muito grande para ser apenas isso o que conhecemos, talvez tudo isso seja apenas um grande e complexo paradoxo de uma realidade bem diferente, ou não

      Excluir
  7. Eu também tinha a impressão de que as pessoas eram figurantes e só saiam na rua quando eu estava olhando. Não sei se eu cheguei a concretizar essa pensamento, do tipo realmente ter certeza, mas eu tinha essa impressão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foi assim que eu pensei que o mundo era durante muito tempo da minha infância odksapo ainda assim, certas vezes observo algumas pessoas, e imaginam o que elas fariam quando não as visse mais. Se eu não estivesse ali, elas ainda estariam? Se elas realmente são reais ou se estão ali só por estar

      Excluir